"O caminho que eu escolhi é o do amor. Não importam as dores, as angústias, nem as decepções que eu vou ter que encarar. Escolhi ser verdadeira. No meu caminho, o abraço é apertado, o aperto de mão é sincero, por isso não estranhe a minha maneira de sorrir de ti desejar o bem. E só assim que eu enxergo a vida, e é só assim que eu acredito que valha a pena viver"

Clarice Lispector.

sábado, 14 de setembro de 2013

Expressão Corporal


“Combinação do movimento com a música”


As crianças/jovens com deficiência (assim como toda a população de uma forma geral) deveriam efetuar uma abordagem ao nível das Atividades Rítmicas Expressivas (danças), de forma a contribuir para um desenvolvimento físico e mental mais harmonioso (trabalhando a atenção, coordenação, imaginação, comunicação, conhecimento do corpo, etc.).

A Expressão Corporal desempenha um papel de extrema importância junto dos alunos que apresentem problemas afectivos, cognitivos e físicos.

Nesta actividade, os alunos são encorajados a realizar movimentos com o seu corpo, utilizando uma linguagem corporal muito própria. Esta permite a realização de uma grande diversidade de exercícios como: equilíbrios, saltos, posturas, passos, voltas, etc. Aperfeiçoando técnicas corporais básicas, como: saltar, puxar, correr, rolar, trepar, parar, etc.

A esta possibilidade de realizar um amplo número de movimentos, junta-se a capacidade de expressão do corpo. Ou seja, através dos exercícios o aluno pode comunicar (expressando as suas emoções e sentimentos).

Para além disto, através dos sons (efectuados com ritmos vocais, batimentos de mãos, etc.) e da música (como suporte da Expressão Corporal) a criança/jovem pode utilizar o corpo para representar ideias e personagens.

A Expressão Corporal (Dança ou Actividades Rítmicas Expressivas) pode apresentar nos alunos com Necessidades Educativas Especiais resultados bastante positivos, quer ao nível do domínio motor, cognitivo e sócio-afectivo.

Por exemplo:

-Nas crianças ou jovens com autismo, pode auxiliar a elevar o seu nível físico e emocional, através de um melhoramento do seu controle motor e expressivo do corpo;

-Em crianças ou jovens com paralisia pode ajudar no desenvolvimento da força, da coordenação, entre outros;

-Nos alunos mais inibidos pode apoiar no aumento da sua auto-estima (assim como na integração no grupo).

A Expressão Corporal deve ser trabalhada em grupo, através da realização de exercícios de carácter individual, a pares, três a três e pequenos grupos, tendo em atenção as capacidades dos alunos e as suas “limitações”.

De uma forma geral a Dança e todas as Actividades Rítmicas Expressivas tem por objectivo combinar deslocamentos, movimentos não locomotores e equilíbrios adequados à expressão de temas e motivos combinados, de acordo com a estrutura rítmica e melodia das composições musicais.

É de salientar, que para além de contribuir para uma elevação geral das capacidades e habilidades motoras do aluno, auxilia o seu a desenvolver a cooperação, auto-estima, etc.

A música aliada ao movimento desempenha um papel fundamental ao nível do equilíbrio e desenvolvimento do ser humano, contribuindo para o seu bem-estar.

Desta forma, podemos concluir que a Expressão Corporal é uma actividade que devido às suas características, pode ser praticada com poucos recursos e em qualquer local (ao ar livre ou em recinto fechado). Esta acção, que combina exercícios de carácter gímnico com a música funciona na maioria das crianças e jovens como um factor motivante para a prática desportiva.

Autoria: Prof. António Araújo
Data: 2004



terça-feira, 10 de setembro de 2013

A MÚSICA COMO PRÁTICA INCLUSIVA


VAMOS APRENDER CANTANDO E DANÇANDO

(...) A música é inerente ao ser humano, está em tudo, em todos.Desde os primórdios, ela é usada em todas as culturas como instrumento religioso, curativo e social. Na inclusão, assim como com todas as crianças da Educação Infantil, a música auxilia no desenvolvimento das crianças como um todo, trabalhando desde o emocional até a socialização (...) enfocando os seguintes aspectos:
Expressividade
Socialização
Percepção espacial e sonora
Coordenação motora
Alfabetização
Capacidade inventiva
Inteligência
Raciocínio lógico
Estética
Manifestação artística
Autoestima
Criatividade

SUGESTÕES DE ATIVIDADES

  1.  Promoção de momentos de relaxamento com músicas clássicas.
  2. Apreciação de diferentes sons da natureza.
  3. Exploração de diversos sons a partir de objetos do conhecimento da criança.
  4. Montagem de um coral.
  5. Utilizar instrumentos de forma livre.
  6. Danças com diferentes ritmos.
  7. Apresentação de letras de músicas em cartazes, slaides e em LIBRS.
  8. Deixar que os alunos surdos possam sentir as vibrações da caixa de som.
  9. Esconde esconde de caixa de músicas pela sala, para os alunos procurarem.



fonte: Coleção Educação Infantil ano IV nº34/ Minuano Cultural

CONHECER PARA ENTENDER E RESPEITAR - INCLUSÃO

Durante  o mês de Agosto todas as Unidades Escolares do Município de Seropédica trabalharam atividades voltadas para Educação Inclusiva.

 E.M.Luiz Claudio Baranda _ Futebol sentado ; futebol com os olhos vendados e bola com guizo






 CEMEI.Alice de Souza Bruno - teatro , pinturas diversas e palestras


E.M.CAIC Darcoso Filho - Palestra com uma deficiente visual , filme e trabalhos

E.M.José Albertino



                                                                              E.M.Atílio Grégio, palestras, pinturas dinâmicas e vídeo



E.M.Coletivo Santa Alice, palestras. pesquisas e dinâmicas



                                                                                              E.M.Racy Ribeiro Morandi 









                                                                                             E.M.Vera Lúcia P. Leite

                                                                              E.M.Pastor Gerson

EM BREVE MAIS FOTOS...

domingo, 8 de setembro de 2013