"O caminho que eu escolhi é o do amor. Não importam as dores, as angústias, nem as decepções que eu vou ter que encarar. Escolhi ser verdadeira. No meu caminho, o abraço é apertado, o aperto de mão é sincero, por isso não estranhe a minha maneira de sorrir de ti desejar o bem. E só assim que eu enxergo a vida, e é só assim que eu acredito que valha a pena viver"

Clarice Lispector.

segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

VAMOS FALAR DE LIBRAS


LIBRAS

A língua de sinais é uma língua espacial-visual e existem muitas formas criativas de explora-las. Configurações de mão, movimentos, expressões faciais gramaticais, localizações, movimentos do corpo, espaço de sinalização, classificadores são alguns dos recursos discursivos que tal língua oferece para serem explorados durante o desenvolvimento da criança surda e que devem ser explorados para um processo de alfabetização com êxito.


- estabelecimento do olhar
- exploração das configurações de mãos
- exploração dos movimentos dos sinais (movimentos internos e externos, ou seja, movimentos do próprio sinal e movimentos de relações gramaticais no espaço)
- utilização de sinais com uma mão, duas mãos com movimentos simétricos, duas mãos com movimentos não simétricos, duas mãos com diferentes configurações de mãos.
- uso de expressões não manuais gramaticalizadas (interrogativas, topicalização, focus e negação)
- exploração das diferentes funções do apontar
- utilização de classificadores com configurações de mãos apropriadas (incluem todas as relações descritivas e preposicionais estabelecidas através de classificadores, bem como, as formas de objetos, pessoas e ações e relações entre eles, tais como, ao lado de, em cima de, contra, em baixo de, em, dentro de, fora de, atrás de, em frente de, etc.);
- exploração das mudanças de perspectivas na produção de sinais
- exploração do alfabeto manual
- estabelecimento de relações temporais através de marcação de tempo e de advérbios temporais (futuro, passado, no presente, ontem, semana passada, mês passado, ano passado, antes, hoje, agora, depois, amanhã, na semana que vem, no próximo mês, etc.)
- exploração da orientação da mão
- especificação do tipo de ação, duração, intensidade e repetição (adjetivação, aspecto e marcação de plural)
- jogos de perguntas e respostas observando o uso dos itens lexicais e expressões não manuais correspondentes
- utilização de “feedback” (sinais manuais e não-manuais específicos de confirmação e negação, tais como, o sinal CERTO-CERTO, o sinal NÃO, os movimentos de cabeça afirmando ou negando)
- exploração de relações gramaticais mais complexas (relações de comparação, tais como, isto e aquilo, isto ou aquilo, este melhor do que este, aquele melhor do que este, este igual àquele, este com aquele; relações de condição, tais como, se isto então aquilo; relações de simultaneidade, por exemplo, enquanto isto acontece, aquilo está acontecendo; relações de subordinação, como por exemplo, o fulano pensa que esta fazendo tal coisa; aquele que tem isso, está fazendo aquilo)
- estabelecimento de referentes presentes e não presentes no discurso, bem como, o uso de pronominais para retomada de tais referentes de forma consistente
- exploração da produção artística em sinais usando todos os recursos sintáticos, morfológicos, fonológicos e semânticos próprios da LSB (tais recursos incluem, por exemplo os aspectos mencionados até então). A proposta é de tornar rica e lúdica a exploração de tais aspectos da língua de sinais que tornam tal língua um sistema lingüístico complexo. 
www.ines.org.br/libras/index.htm


sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014

SEMANA VERDE


"QUANDO APRENDEMOS A CUIDAR DA NATUREZA, APRENDEMOS A CUIDAR DE NÓS..."


SUGESTÕES:

Texto:   JOÃO E O PÉ DE FEIJÃO

* Vamos plantar sementinha.

*  Sentir as texturas de folhas, frutas, sementes, árvores,...

* Que tal um banho de sol.

*Uma chuva de letras na sala.

* Podemos aproveitar e trabalhar nomes; partes do corpo e alimentação

* Com uma garrafa pet e feijão podemos trabalhar coordenação motora fina, com movimentos de pinça. (colocando o grão dentro da garrafa)

* Planta mascote , a turma poderia revesar e a cada dia um aluno cuidaria da  planta sendo responsável pela água e o sol  (de preferência uma planta que dê flor).

* E não se esqueçam de visitar a horta da sua escola.

TODOS AS ATIVIDADES DEVERÃO SER SUPERVISIONADA DE PERTO.



video

sábado, 15 de fevereiro de 2014

SUGESTÕES DE ATIVIDADES PARA O PROJETO

CIRANDA DA DIVERSIDADE CULTURAL, APRENDENDO MUNDO A FORA

FEVEREIRO E MARÇO

1- Montagem de crachás ou placas com os nomes dos alunos, pode ser guardado em uma caixa de sapato e todos os dias cada aluno deverá pegar o seu.

2- Na roda de conversa perguntar os gostos de cada aluno( brincadeira preferida, cor preferida, comida...) ou do que o aluno não gosta também.

3- Que tal fazer um grande painel com os gostos de cada um, pode ser desenhos, recorte e colagem  ou o professor pode escrever exatamente o que o aluno disser. (Esse material já pode servir para expor na culminância).

4- Vamos trabalhar as regras de convivência, o que pode e o que não pode em sala de aula, em casa e ou na rua.


5- É época de carnaval, que tal brincarmos de nos fantasiar com roupas típicas de outros países.

MARÇO E ABRIL

1- Já mostrou para seus alunos  um globo terrestre. E onde fica localizado os países.

2- Vamos conversar sobre sol, lua e estrelas

3- Que tal um grande painel  contendo  informações de cuidados com o nosso planeta.

MAIO E JUNHO

1 - Vamos falar do Brasil (música, dança e esporte).

2- Que tal montarmos uma maquete de campo de futebol.

3- Dividir a turma entre meninos e meninas e ou em grupo  fazer uma competição e brincar de forca, caça palavra, caça o desenho, caça o número, etc...




quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

PROJETO DO 1º SEMESTRE DE 2014



                 CIRANDA DA DIVERSIDADE CULTURAL , APRENDENDO MUNDO A FORA



 *  Objetivo : Promover o conhecimento de outras culturas existentes pelo mundo, de uma maneira lúdica.  

 *  Justificativa: Aproveitar o acontecimento da copa mundo e fazer a interligação junto aos conteúdos inseridos no 1º semestre de 2014.

*  Público: alvo : todos os alunos das classes especiais.

*  Duração: de Fevereiro à Julho.

*  Como deve ser trabalhado: 

                            Fevereiro e Março 
 Somos diferentes : Trabalhar a identidade e a diversidade das pessoas; Mostrar que as pessoas são diferentes mas que devemos respeitar todos, trabalhar palavras mágicas (bom dia, com licença, desculpa).

                           Março e Abril 
 Viajando pelo mundo : Trabalhar o planeta, identificar e mostrar outros países, o cuidado que devemos ter com o nosso planeta, a cultura, falar sobre gostos de comida, roupa e ou música.

                           Maio e Junho
 Copa do mundo: Vamos falar sobre esportes, futebol, times e Brasil







domingo, 2 de fevereiro de 2014

I ENCONTRO DE 2014

UM PROFESSOR ESPECIAL PARA UM ALUNO ESPECIAL
I ENCONTRO COM PROFESSORES DA CLASSE ESPECIAL DO ANO 2014